Logotipo da Coinbase

What is a blockchain?

Seis blocos num blockchain, a tecnologia na base das criptomoedas.

As criptomoedas, tais como Bitcoin e Ethereum têm como base uma tecnologia denominada blockchain. Na sua forma mais básica, um blockchain é uma lista de transações que qualquer pessoa pode ver e verificar. O blockchain Bitcoin, por exemplo, contém um registo de cada vez que alguém enviou ou recebeu bitcoin. As criptomoedas e a tecnologia de blockchain que as capacita tornam possível transferir valor online sem a necessidade de um intermediário, tal como um banco ou empresa de cartões de crédito.

Imagine uma alternativa aberta e global a todos os serviços financeiros que utiliza atualmente, acessível com pouco mais do que um smartphone e ligação à internet.

  • Quase todas as criptomoedas, incluindo Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash e Litecoin, estão protegidas através de redes de blockchain. O que significa que a precisão está constantemente a ser verificada por um enorme poder de computação.

  • A lista de transações contidas no blockchain é fundamental para a maioria das criptomoedasporque permite fazer pagamentos seguros entre pessoas que não se conhecem sem terem de passar por um verificador de terceiros, tal como um banco.

  • Devido à natureza criptográfica destas redes, os pagamentos através de blockchain podem ser mais seguros do que as transações padrão com cartão de débito/crédito. Ao efetuar um pagamento de Bitcoin, por exemplo, não necessita de fornecer informações confidenciais. Isso significa que praticamente não existe risco das suas informações financeiras ficarem comprometidas ou da sua identidade ser roubada.

  • A tecnologia de blockchain também é entusiasmante porque tem muitas utilizações além das criptomoedas. Os blockchains estão a ser utilizados para explorar a investigação médica, melhorar a precisão dos registos de saúde, simplificar as cadeias de abastecimento e muito mais.

Devido à natureza criptográfica destas redes, os pagamentos através de blockchains podem ser mais seguros do que transações padrão com cartão de débito/crédito.

Quais são algumas vantagens dos blockchains?

  • São globais: significa que as criptomoedas podem ser enviadas para o outro lado do mundo de forma rápida e barata.

  • Aumentam a privacidade: os pagamentos em criptomoedas não exigem que inclua as suas informações pessoais, protegendo-o contra pirataria ou roubo de identidade.

  • São abertas: uma vez que cada transação nas redes de criptomoedas é publicada na forma de um blockchain, qualquer pessoa pode analisar. Isto não deixa espaço para manipulação das transações, alteração da oferta de moeda ou ajuste das regras a meio do negócio. O software que constitui o núcleo destas moedas é gratuito e de código-fonte aberto para que qualquer pessoa possa analisar o código.

Questões-chave

Qual é a principal vantagem que os blockchains têm sobre o sistema financeiro antigo?

Pense em quanto da sua vida financeira ocorre online, desde compras a investimentos – e quantas dessas transações exigem um banco ou uma empresa de cartões de crédito ou processador de pagamento, tal como Paypal, como intermediário. Os blockchains permitem que essas transações ocorram sem um intermediário e sem os custos e a complexidade acrescidos inerentes aos mesmos.

Bitcoin é um blockchain?

Bitcoin é uma forma de dinheiro digital. E a tecnologia subjacente que torna isso possível é um blockchain.

Quantos blockchains existem?

Milhares, desde as que servem de base para Bitcoin, Litecoin, Tezos e muitas outras moedas digitais a um número crescente que nada têm a ver com dinheiro digital

Como funciona um blockchain?

Picture a chain you might use for a ship’s anchor. But in this case, every link on the chain is a chunk of information that contains transaction data. At the top of the chain you see what happened today, and as you move down the chain you see older and older transactions. And if you follow it all the way down to the anchor sitting at the bottom of the harbor? You’ll have seen every single transaction in the history of that cryptocurrency. Which gives the blockchain powerful security advantages: it’s an open, transparent record of a cryptocurrency’s entire history. If anyone tries to manipulate a transaction it will cause the link to break, and the entire network will see what happened. That, in a nutshell, is blockchain explained.

  • Another way people often describe the blockchain is that it’s a ledger (sometimes you’ll hear the terms ‘distributed ledger’ or ‘immutable ledger’), that is similar to the balance sheet of a bank. Like a bank’s ledger, the blockchain tracks all the money flowing into, out of, and through the network.

  • But unlike a bank’s books, a crypto blockchain isn’t maintained by any individual or organization, including banks and governments. In fact it isn’t centralized at all. Instead, it is secured by a large peer-to-peer network of computers running open-source software. The network is constantly checking and securing the accuracy of the blockchain.

  • Where does new cryptocurrency come from? Every so often – around every ten minutes in the case of Bitcoin – a new chunk of transaction information (or a new block) is added to the chain of existing information. In exchange for contributing their computing power to maintaining the blockchain, the network rewards participants with a small amount of digital currency.

  • A crypto blockchain is distributed across the digital currency’s entire network. No company, country, or third party is in control of it; and anyone can participate.

The network is constantly checking and securing the accuracy of the blockchain.

Questões-chave

Como se envia e recebe dinheiro num blockchain?

A rede de criptomoedas atribui a cada utilizador um "endereço" único, que é composto por uma chave privada e uma chave pública. Qualquer pessoa pode enviar dinheiro através da chave pública, que é semelhante a um endereço de e-mail. Quando pretender gastar o seu dinheiro, utiliza a sua chave privada, que é basicamente a sua palavra-passe, para "assinar" digitalmente as transações. A forma mais simples de gerir as suas criptomoedas é através de software denominado carteira, que pode obter através de uma bolsa, tal como a Coinbase.

Quem inventou o blockchain?

Uma pessoa ou grupo utilizando o nome Satoshi Nakamoto, publicou um livro branco online a explicar os princípios por detrás de um novo tipo de dinheiro digital denominado Bitcoin nos finais de 2008. Cada criptomoeda desde então é uma evolução das ideias estabelecidas nesse livro branco.

  • O objetivo de Nakamoto era criar dinheiro que tornaria possível transações online entre dois estranhos em qualquer parte do mundo sem terceiros, tais como uma empresa de cartões de crédito ou um processador de pagamento, tal como Paypal a servir de intermediário.

  • Isto exigia um sistema que eliminaria um problema denominado o problema de "gasto duplo", onde uma pessoa poderá utilizar o mesmo dinheiro mais do que uma vez. A solução é uma rede que está constantemente a verificar o movimento do Bitcoin. Essa rede é o blockchain.

  • Cada transação de Bitcoin é armazenada e verificada por uma rede global de computadores além do controlo de qualquer pessoa, empresa ou país.

  • A base de dados que retém todas essas informações, denomina-se blockchain. Os bitcoins são "minados" através dessa rede de computadores enorme e descentralizada (também conhecida como peer-to-peer), que também estão constantemente a verificar e a proteger a precisão do blockchain. Em troca da contribuição do poder de computação para o blockchain, os mineiros são recompensados com pequenas quantidades de criptomoeda.

  • Todas as transações de bitcoin são refletidas no livro razão, com novas informações recolhidas periodicamente num "bloco", que é adicionado a todos os blocos anteriores.

  • A capacidade computacional coletiva dos mineiros é utilizada para garantir a precisão do crescente livro razão. Bitcoin não existe separadamente do blockchain; cada bitcoin novo é registado no blockchain, tal como cada transação seguinte com todas as moedas existentes.

Em troca da contribuição do poder de computação para o blockchain, os mineiros são recompensados com pequenas quantidades de criptomoeda.

Qual é o futuro dos blockchains?

A ideia de blockchain revelou ser uma plataforma para servir de base a uma vasta gama de aplicações. Ainda é uma tecnologia nova em rápido desenvolvimento, mas muitos especialistas descreveram o potencial dos blockchains para mudar a forma como vivemos e trabalhamos como sendo semelhante aos potenciais protocolos de internet públicos, tal como HTML tinha no início da World Wide Web.

  • Os blockchains Bitcoin Cash e Litecoin funcionam de forma semelhante ao blockchain Bitcoin original. O blockchain Ethereum é uma evolução da ideia de livro razão distribuído, porque ao contrário do blockchain Bitcoin não se destina a gerir apenas dinheiro digital. (Disto isto, Ethereum é uma criptomoeda e pode ser utilizada para enviar um valor para outra pessoa.) Pense no blockchain Ethereum como uma plataforma de computação avançada e altamente flexível que permite aos codificadores criar todos os tipos de aplicação utilizando o blockchain.

  • Por exemplo, pense numa caridade que pretende enviar dinheiro para mil pessoas todos os dias durante um ano. Com Ethereum, isso só exigiria algumas linhas de código. Ou talvez seja um programador de videojogos que pretende criar itens tais como espadas e armaduras que possam ser negociados fora do próprio jogo. Ethereum foi criado para isso também.

Compre Bitcoin em apenas alguns minutos

Comece com tão pouco quanto $25 e pague com a sua conta bancária ou cartão de débito.