O que é um contrato inteligente?

Contrato inteligente

Definição

O contrato inteligente estabelece os termos de um acordo, como qualquer outro contrato. Mas, diferente de um contrato tradicional, os termos de um contrato inteligente são executados na forma de código que funciona em uma blockchain como a Ethereum. Os contratos inteligentes permitem que os desenvolvedores criem aplicativos usando a segurança, a confiabilidade e a acessibilidade da blockchain. Além disso, com eles, é possível oferecer funcionalidades peer-to-peer sofisticadas, como empréstimos, seguros, logística, jogos, entre outras.

Como todo contrato, contratos inteligentes estabelecem os termos de um acordo ou negociação. A qualificação "inteligentes" se deve a seus termos, que são estabelecidos e executados como código em uma blockchain, e não escritos em papéis destinados à escrivaninha de um advogado. Contratos inteligentes ampliam a ideia original do bitcoin (o envio e o recebimento de dinheiro sem um “intermediário de confiança” como um banco) possibilitando a automatização e a descentralização seguras de praticamente qualquer tipo de acordo ou transação, não importando sua complexidade. Por serem executados em uma blockchain, como a Ethereum, oferecem segurança, confiabilidade e acessibilidade sem fronteiras.

Por que os contratos inteligentes são importantes?

Os contratos inteligentes permitem que desenvolvedores criem uma vasta gama de aplicativos e tokens descentralizados. Esse tipo de contrato é armazenado em uma blockchain (como qualquer outra transação em criptomoeda) e tem uso bastante amplo, que vai desde novas ferramentas financeiras até logística e experiências de jogos eletrônicos. Quando um aplicativo de contrato inteligente é adicionado à blockchain, ele não pode ser revertido ou alterado (embora existam algumas exceções).

Muitas vezes chamados de "aplicativos descentralizados" ou "dApps", os aplicativos que viabilizam contratos inteligentes incluem tecnologia de finanças descentralizadas ("DeFi" em inglês) que pretende transformar a indústria bancária. Os aplicativos DeFi permitem que os detentores de criptomoedas realizem transações financeiras complexas (como poupança, empréstimos e seguros) de qualquer lugar do mundo, sem interferência de um banco ou outra instituição financeira. Alguns dos aplicativos mais populares que usam contratos inteligentes são:

  • Uniswap: câmbio descentralizado que permite a negociação de alguns tipos de criptomoedas por meio de contratos inteligentes sem qualquer autoridade central definindo as taxas de câmbio.

  • Compound: plataforma que usa contratos inteligentes para permitir que investidores ganhem juros e pessoas consigam empréstimos instantaneamente e sem precisar de um banco. 

  • USDC: criptomoeda atrelada ao dólar norte-americano por contrato inteligente, fazendo com que um USDC valha um dólar. O USDC faz parte de uma nova categoria de dinheiro digital chamada stablecoins.

Mas qual é a utilidade dessas ferramentas que usam contratos inteligentes? Imagine que você esteja guardando um pouco de Ethereum e gostaria de trocar por USDC. Você pode colocar seu Ethereum no Uniswap, que automaticamente encontra a melhor taxa de câmbio, faz a negociação e recebe de volta seu USDC por meio do contrato inteligente. Depois, você pode colocar seu USDC no Compound para emprestá-lo a outras pessoas e receber uma taxa de juros determinada por um algoritmo, tudo sem usar um banco ou instituição financeira. 

Nas finanças tradicionais, trocar moedas custa caro e leva tempo. Além disso, não é fácil (e muito menos seguro) para indivíduos emprestarem seus ativos líquidos a desconhecidos que estão do outro lado do mundo. Mas os contratos inteligentes fazem com que estes e vários outros cenários sejam totalmente possíveis.

Como funcionam os contratos inteligentes?

Atualmente, a Ethereum é a plataforma de contrato inteligente mais popular, mas várias outras blockchains de criptomoedas (incluindo EOS, Neo, Tezos, Tron, Polkadot e Algorand) podem executar contratos inteligentes. Qualquer pessoa pode criar e implementar um contrato inteligente em uma blockchain. O código é transparente e verificável pelo público, significando que as partes interessadas podem ver toda a lógica seguida por um contrato inteligente quando ele recebe ativos digitais.

  • Os contratos inteligentes são escritos em uma série de linguagens de programação (incluindo, Solidity, Web Assembly e Michelson). Na rede Ethereum, o código de todos os contratos inteligentes é armazenado na blockchain, permitindo que as partes interessadas inspecionem o código e o estado atual do contrato para verificar sua funcionalidade. 

  • Cada computador na rede (também chamado de "nó") guarda uma cópia de todos os contratos inteligentes e seus respectivos estados, junto com os dados da blockchain e das transações. 

  • Quando um contrato inteligente recebe fundos de um usuário, seu código é executado por todos os nós da rede a fim de chegar a um consenso sobre o resultado e o consequente fluxo de valor. Isso é o que permite aos contratos inteligentes funcionarem com segurança sem qualquer autoridade central, mesmo quando os usuários fazem transações financeiras complexas com entidades desconhecidas.

  • Para executar um contrato inteligente na rede Ethereum, você geralmente precisa pagar uma taxa chamada "gas". Esse é o termo coloquial para "gasolina" no inglês, e a taxa tem esse nome porque mantém a blockchain funcionando.

  • Uma vez implementados em uma blockchain, os contratos inteligentes em geral não podem ser alterados, nem mesmo por quem os criou. Isso ajuda a garantir que os contratos não sejam censurados ou terminados indevidamente. 

Compre bitcoin em questão de minutos

Comece com apenas US$ 25 e pague com sua conta bancária ou cartão de débito.