Logotipo da Coinbase
Entrar

O que é bitcoin?

O logotipo do bitcoin, segurado por uma mão, para demonstrar transações “peer-to-peer” seguras.

A primeira criptomoeda do mundo com ampla adoção. Com o bitcoin, é possível enviar dinheiro digital pela internet de forma segura e direta.

O Bitcoin foi criado por Satoshi Nakamoto, um pseudônimo atribuído a uma pessoa ou equipe, que detalhou a tecnologia em um white paper publicado em 2008. Trata-se de um conceito de uma simplicidade fascinante: o Bitcoin é um dinheiro digital que possibilita a realização de transações “peer-to-peer” seguras pela internet.

  • Ao contrário de serviços como Venmo e PayPal, que dependem de contas de crédito ou débito existentes e da permissão do sistema financeiro tradicional para transferir dinheiro, o Bitcoin é descentralizado: duas pessoas, em qualquer lugar do mundo, podem negociar Bitcoin entre si sem o envolvimento de um banco, governo ou qualquer outra instituição.

  • Todas as transações envolvendo Bitcoin são acompanhadas pela blockchain, que é semelhante a um Livro Razão, registro bancário das movimentações de fundos dos clientes. Em outras palavras, trata-se de um registro de todas as transações já realizadas usando Bitcoin.

  • Ao contrário do Livro Razão de um banco, a blockchain Bitcoin está distribuída por toda a rede. Nenhuma empresa, país ou terceiro exerce controle sobre ela, e qualquer pessoa pode se tornar parte dessa rede.

  • Só haverá 21 milhões de Bitcoins. Trata-se de dinheiro digital que não pode ser inflacionado ou manipulado de forma alguma.

  • Não é necessário comprar um Bitcoin inteiro: é possível comprar apenas uma fração se é isso o que você quer ou precisa.

Perguntas principais

O que é BTC?

BTC é a abreviação de bitcoin.

O bitcoin é uma criptomoeda?

Sim, o bitcoin é a primeira criptomoeda de ampla adoção, sendo que criptomoeda pode ser entendida como dinheiro digital.

Existe uma definição simples de bitcoin?

Trata-se de dinheiro digital que possibilita a realização de transações "peer-to-peer" seguras e ininterruptas pela internet.

Quanto custa o bitcoin?

O preço atual do bitcoin pode ser encontrado no site da Coinbase.

O bitcoin é uma oportunidade de investimento?

Como qualquer outro ativo, você pode ganhar dinheiro ao comprar BTC subvalorizado e vendê-lo quando houver supervalorização. Em um cenário inverso, também é possível perder dinheiro.

Qual foi o preço inicial do bitcoin?

No início de 2010, um BTC valia uma fração de um centavo de dólar. Durante o primeiro trimestre de 2011, ele passou a valer mais de um dólar. No fim de 2017, o valor disparou, chegando a quase US$ 20.000. Você pode acompanhar o preço do bitcoin aqui.

O bitcoin é um dinheiro digital que possibilita a realização de transações “peer-to-peer” seguras e ininterruptas pela internet

O que é Bitcoin? pelo CEO da Coinbase, Brian Armstrong Compre seu primeiro Bitcoin Com apenas US$ 25 Comece já

Introdução ao bitcoin

Desde a criação do bitcoin (BTC), milhares de novas criptomoedas foram lançadas. No entanto, ele continua sendo a principal em termos de capitalização de mercado e volume de negociação.

  • Dependendo de seus objetivos, o bitcoin pode funcionar como:

- um instrumento de investimento;

- uma reserva de valor semelhante ao ouro;

- uma forma de transferir valor pelo mundo;

- até mesmo como uma forma de conhecer uma tecnologia emergente.

  • O bitcoin é uma moeda nativa da internet. Ao contrário de moedas emitidas por governos, como o dólar ou o euro, o bitcoin permite transferências on-line sem intermediários, como bancos ou processadores de pagamento. A exclusão desses gatekeepers cria diversas novas possibilidades, inclusive o potencial de movimentar dinheiro mundialmente pela internet de forma rápida e barata, bem como permitir que as pessoas tenham total controle sobre seus próprios ativos.

  • O bitcoin é legalizado para uso, retenção e negociação e pode ser gasto com o que você quiser, de viagens a doações beneficentes. Ele é aceito como forma de pagamento por empresas como Microsoft e Expedia.

  • O bitcoin é dinheiro? Ele vem sendo usado como meio de troca, reserva de valor e unidade de conta, que são propriedades do dinheiro. Ainda assim, o bitcoin existe apenas digitalmente: não há versão física dele.

Quem criou o bitcoin?

Para realmente entender o funcionamento do bitcoin, é preciso começar do início. A questão da autoria do bitcoin é muito intrigante. Embora a tecnologia já tenha uma década e o interesse dos jornalistas e dos membros da comunidade de criptomoedas seja inesgotável, seu criador permanece anônimo.

  • Os princípios que regem o bitcoin emergiram pela primeira vez no fim de 2008, em um white paper publicado on-line por uma pessoa ou grupo que se apresentou como Satoshi Nakamoto.

  • Essa não foi a primeira menção de um dinheiro digital baseado nos campos da criptografia e da ciência da computação. Na realidade, o próprio artigo fazia referência a conceitos anteriores. Contudo, ele deu uma solução de rara elegância para o problema da construção de confiança entre diferentes entidades on-line, nas quais as pessoas podem se esconder (como o próprio criador do bitcoin) usando pseudônimos ou estar fisicamente do outro lado do planeta.

  • Nakamoto desenvolveu dois conceitos interligados: a chave privada e o Livro Razão blockchain do bitcoin. Ao reter bitcoin, você o controla por meio de uma chave privada, ou seja, uma sequência de números e letras aleatórias que abrem um cofre virtual contendo sua compra. Cada chave privada é registrada no Livro Razão virtual chamado blockchain.

Quando o bitcoin surgiu, foi considerado um grande avanço na ciência da computação, porque ele resolveu um problema fundamental do comércio virtual: como transferir valor entre duas pessoas sem um intermediário confiável (como um banco)? Ao solucionar essa questão, a invenção do bitcoin possibilitou as mais variadas ramificações. Como uma moeda desenvolvida para a internet, ele permite a realização de transações financeiras internacionais em qualquer lugar do mundo, sem o envolvimento de bancos, operadoras de cartões de crédito, financiadoras ou, até mesmo, governos. Quando duas pessoas, onde quer que estejam, podem enviar pagamentos entre si sem lidar com esses gatekeepers, tem-se o potencial para a criação de um sistema financeiro aberto que seja mais eficiente, livre e inovador. De forma sucinta, esse é o bitcoin.

O Bitcoin tem o potencial para criar um sistema financeiro aberto que seja mais eficiente, livre e inovador.

Como o bitcoin funciona

Ao contrário de redes de cartão de crédito como Visa e processadores de pagamento como PayPal, o bitcoin não é propriedade de um indivíduo ou empresa. Trata-se da primeira rede mundial de pagamentos totalmente aberta: qualquer pessoa com conexão à internet pode participar dela. O bitcoin foi desenvolvido para utilização na internet e não depende de bancos ou empresas privadas para processar transações.

Um dos fatores mais importantes do bitcoin é a blockchain, que monitora quem possui o quê, semelhante à maneira como um banco monitora ativos. O que diferencia a blockchain do bitcoin do Livro Razão dos bancos é a descentralização. Ou seja, qualquer pessoa pode visualizá-la, e nenhuma entidade exerce controle sobre ela.

Abaixo, seguem alguns detalhes sobre o funcionamento do bitcoin:

  • Computadores especializados, conhecidos como "plataformas de mineração" ("mining rigs"), executam as equações necessárias para verificar e registrar uma nova transação. No início, uma computador típico tinha capacidade para realizar essa atividade. Isso permitia que qualquer pessoa com curiosidade suficiente pudesse tentar participar da mineração. Hoje, os computadores exigidos são enormes, especializados e, em geral, pertencem a empresas ou a um grande número de pessoas que reuniram seus recursos. (Em outubro de 2019, a capacidade de computação para minerar um bitcoin era 12 trilhões de vezes maior do que quando Nakamoto minerou seus primeiros blocos, em janeiro de 2009).

  • A capacidade de computação coletiva dos mineiros é utilizada para garantir a precisão do Livro Razão, que está em constante expansão. O bitcoin está intimamente ligado à blockchain. Cada novo bitcoin é registrado nela, bem como cada transação subsequente com todas as moedas existentes.

  • Como a rede incentiva os mineiros a participarem do trabalho essencial e constante que é a manutenção da blockchain, realizada por meio da verificação das transações? A rede bitcoin mantém uma loteria constante na qual todas as plataformas de mineração do mundo competem para ser a primeira a solucionar um problema matemático. Aproximadamente a cada 10 minutos, há um vencedor, que passa a ser o responsável por atualizar o Livro Razão do bitcoin com as novas transações válidas. O prêmio muda com o tempo, mas, no início de 2020, cada vencedor dessa loteria recebia 12,5 bitcoins.

  • No início, um bitcoin não valia tecnicamente nada. No fim de 2019, um bitcoin era negociado por cerca de US$ 7.500. Com o aumento progressivo do valor do bitcoin, sua fácil divisibilidade (ou a capacidade de comprar um pequena fração de um bitcoin), tornou-se um de seus principais atributos. No momento, um bitcoin é divisível em até oito casas decimais (cem milionésimos de um bitcoin). A comunidade bitcoin se refere à menor unidade possível como um "Satoshi".

  • Nakamoto configurou a rede de forma que o número de bitcoins nunca ultrapasse 21 milhões, garantindo a escassez. No momento, ainda há cerca de três milhões de bitcoins a serem minerados, o que acontecerá cada vez mais lentamente. Em teoria, os últimos blocos serão minerados em 2140.

As criptomoedas e as moedas tradicionais compartilham algumas características: você pode usá-las para comprar itens ou transferi-las eletronicamente. No entanto, elas também apresentam diferenças importantes. Abaixo, discutiremos algumas delas.

Trata-se da primeira rede mundial de pagamentos totalmente aberta: qualquer pessoa com conexão à internet pode participar dela.

Pergunta principal

Como o bitcoin conseguiu ter valor?

Basicamente, da mesma forma que as moedas tradicionais conseguiram: ele provou ser uma maneira conveniente e viável de armazenar valor. Isso significa que pode ser trocado com facilidade por bens, serviços e outros ativos. Ele é escasso, seguro, portátil (se comparado com o ouro, por exemplo) e facilmente divisível, o que permite transações de qualquer calibre.

Como obter bitcoin

A maneira mais fácil de obter bitcoin é comprá-lo por meio de uma bolsa virtual como a Coinbase. A Coinbase facilita a compra, a venda, o envio, o recebimento e o armazenamento de bitcoin. Assim, você não precisa mantê-lo e pode acessá-lo facilmente por meio de chaves públicas e privadas.

"Como comprar bitcoin", por Brian Armstrong, CEO da Coinbase

No entanto, se você escolher comprar e armazenar bitcoin fora de um bolsa virtual, siga as orientações abaixo.

  1. Cada pessoa que ingressa na rede Bitcoin recebe uma chave pública, que é uma longa sequência de letras e números que pode ser entendida como uma endereço de email, e uma chave privada, equivalente a uma senha.

  2. Ao comprar, enviar ou receber bitcoin, você obtém uma chave pública, capaz de abrir um cofre virtual e lhe dar acesso ao seu dinheiro.

  3. Qualquer pessoa pode enviar bitcoin para você por meio de sua chave pública, mas, após o envio, apenas o titular da chave privada pode acessar o bitcoin no "cofre virtual".

  4. Há várias maneiras on-line e off-line de armazenar bitcoin. A solução mais simples é usar uma carteira virtual.

  5. Transferir dinheiro de sua carteira para uma conta bancária após vender bitcoin é tão fácil quanto transferir fundos entre contas bancárias. Basta usar o aplicativo Coinbase. Assim como acontece com transferências bancárias convencionais ou saques em caixas eletrônicos, bolsas como a Coinbase estabelecem limites diários. Pode levar de alguns dias até uma semana para que a transação seja concluída.

A maneira mais fácil de obter bitcoin é comprá-lo por meio de uma bolsa virtual como a Coinbase.

Pergunta principal

Qual a diferença entre bitcoin e blockchain?

Todas as transações e as chaves públicas do bitcoin são registradas em um Livro Razão virtual chamado blockchain. Na prática, esse Livro Razão é uma lista cronológica das transações. Ele é copiado com total precisão em todos os computadores conectados à rede bitcoin. Além disso, é constantemente verificado e assegurado por uma enorme capacidade de processamento proveniente de todas as partes do mundo. O conceito de blockchain tornou-se potente e adaptável, sendo hoje utilizado em uma grande variedade de aplicações não relacionadas a criptomoedas, como gestão de cadeia de suprimentos. Quando especificamente mencionada, a "blockchain do bitcoin" se refere ao Livro Razão virtual que registra as transações e as chaves privadas do bitcoin.

Como usar o bitcoin

Em 2013, um entusiasta do bitcoin chamado Laszlo Hanyecz publicou uma mensagem em um fórum oferecendo 10.000 BTC (que então custavam cerca de US$ 25) para quem entregasse duas pizzas em sua casa em Jacksonville, Flórida. Segundo a lenda, essas duas pizzas, que outro pioneiro do bitcoin comprou de uma pizzaria Papa John's local, constituem a primeira compra bem-sucedida de bens físicos usando bitcoin. Felizmente, é muito mais simples usar bitcoin hoje em dia!

  • Simples: as transações com BTC não são muito diferentes daquelas com cartões de débito ou crédito. Em vez de inserir as informações de seu cartão, você deve inserir o valor de pagamento e a chave pública do fornecedor (semelhante a um endereço de email) por meio de um aplicativo de carteira. (Quando as transações são realizadas pessoalmente por smartphones ou tablets, normalmente um código QR é exibido para simplificar o processo. Ao ler o código, seu aplicativo de carteira insere as informações pertinentes de forma automática).

  • Privativo: uma das vantagens de pagar com bitcoin é a capacidade de limitar os dados pessoais fornecidos. Você só compartilha seu nome e endereço se comprar bens físicos que precisem ser entregues.

  • Flexível: dependendo de seus interesses pessoais, há muito que pode ser feito com seu bitcoin. Seguem algumas ideias:

    • Troque bitcoin por dinheiro em uma bolsa ou em um caixa eletrônico de bitcoin.

    • Use o cartão de débito bitcoin em lojas virtuais ou físicas, como você faria com qualquer outra moeda.

    • Mantenha todo ou parte de seu bitcoin como parte de sua estratégia de investimento e poupança.

    • Você pode doar para uma organização sem fins lucrativos que defende uma causa importante para você (confira GiveCrypto.org).

    • E se você tiver um orçamento de peso e o sonho de ser astronauta? A Virgin Galactic, empresa de Richard Branson, aceita BTC de bom grado em troca da oportunidade de participar de uma de suas próximas missões de turismo espacial.

Devido à natureza criptográfica da rede Bitcoin, os pagamentos com a criptomoeda são substancialmente mais seguros do que transações-padrão com cartões de débito ou crédito.

O que torna o bitcoin um novo tipo de dinheiro?

O bitcoin é global. Enviá-lo para qualquer parte do mundo é tão fácil quanto pagar com dinheiro em estabelecimentos físicos. O bitcoin não fecha nos fins de semana, não cobra tarifas para que você acesse seu dinheiro e não impõe limites arbitrários.

O bitcoin é irreversível. O bitcoin é como dinheiro: as transações não podem ser revertidas pelo remetente. Em comparação, cartões de crédito, sistemas de pagamento on-line convencionais e transações bancárias podem ser revertidos após a realização do pagamento, às vezes meses após a transação inicial, devido aos intermediários centralizados que concluem as transações. Essa possibilidade aumenta o risco de fraude para estabelecimentos comerciais, o que pode ocasionar tarifas mais altas para o uso de cartões de crédito.

O bitcoin mantém a privacidade. Quando você paga com bitcoin, não há extratos bancários ou o compartilhamento de dados pessoais desnecessários com o estabelecimento comercial. As transações em bitcoin não apresentam informações de identificação além dos valores e endereços bitcoin envolvidos.

O bitcoin é seguro. Devido à natureza criptográfica da rede bitcoin, os pagamentos com a criptomoeda são substancialmente mais seguros do que transações padrão com cartões de débito ou crédito. Quando você faz um pagamento com bitcoin, nenhuma informação confidencial é enviada pela internet. Há um risco muito baixo de roubo de identidade ou de comprometimento de suas informações financeiras.

O bitcoin é acessível. Todas as transações na rede bitcoin são divulgadas publicamente, sem exceção. Isso significa que não há espaço para a manipulação das transações (à exceção de um "ataque de 51%", o que é altamente improvável) ou a alteração da oferta de bitcoin. Qualquer pessoa pode avaliar o código do bitcoin, já que o software central é gratuito e de código aberto.

O bitcoin é protegido. Em mais de dez anos de existência, a rede bitcoin nunca foi invadida com sucesso. Como o sistema é sem permissão e tem código aberto, incontáveis cientistas da computação e criptógrafos já conseguiram examinar todos os aspectos da rede e sua segurança.

De onde vem o bitcoin?

O bitcoin é "minerado" virtualmente por uma vasta rede descentralizada (ou "peer-to-peer") de computadores que estão constantemente verificando e assegurando a precisão da blockchain. Cada transação em bitcoin é incluída no Livro Razão, com novas informações agregadas periodicamente em um "bloco", que é, então, adicionado a todos os blocos anteriores.

Compre bitcoin em questão de minutos

Comece com apenas US$ 25 e pague com sua conta bancária ou cartão de débito.