O que é um token?

Vários criptotokens parecem girar um torno de um grande token

Definição

Tecnicamente, "token" é apenas outro nome para "criptomoeda" ou "criptoativo". No entanto, a palavra vem assumindo significados cada vez mais específicos dependendo do contexto. "Token" pode descrever todas as criptomoedas diferentes de Bitcoin e Ethereum (mesmo que tecnicamente elas também sejam tokens). O termo também é usado para definir alguns ativos digitais que funcionam usando a blockchain de outras criptomoedas, como fazem vários tokens de finanças descentralizadas ("DeFi" em inglês). Os tokens têm uma vasta gama de funções possíveis, desde permitir o câmbio descentralizado até vender itens raros em jogos eletrônicos. Apesar disso, todos podem ser negociados ou guardados como qualquer outra criptomoeda.

"Token" é uma palavra que se escuta muito no mundo das criptomoedas. Você pode até ouvir o Bitcoin ser descrito como um "criptotoken" ou algo parecido, porque tecnicamente todo criptoativo também pode ser chamado de token. Contudo, a palavra vem assumindo dois significados cada vez mais comuns, e existe uma boa chance de você encontrá-los em suas pesquisas. 

  • Muitas vezes, um "token" se refere a qualquer criptomoeda diferente de Bitcoin e Ethereum, (mesmo que tecnicamente elas também sejam tokens). Como Bitcoin e Ethereum são de longe as duas maiores criptomoedas do mercado, é útil ter uma palavra para descrever o universo das outras moedas. Outra palavra que tem esse mesmo significado, por exemplo, é "altcoin".

  • O outro significado cada vez mais comum para "token" tem uma função ainda mais específica: descrever os criptoativos que funcionam usando a blockchain de outra criptomoeda. Esse uso aparece mais no cenário das finanças descentralizadas ("DeFi" em inglês). Enquanto uma criptomoeda como Bitcoin tem uma blockchain exclusiva, tokens DeFi como Chainlink e Aave usam uma blockchain já existente, sendo a Ethereum a mais comum. 

  • Os tokens dessa segunda categoria ajudam os aplicativos descentralizados a fazer de tudo, desde automatizar taxas de juros até vender propriedades virtuais. E eles também poder ser guardados ou negociados como qualquer outra cirptomoeda.

Por que os tokens são importantes?

Como você vai encontrar esta palavra muitas vezes ao pesquisar sobre criptomoedas, é importante entender suas conotações mais comuns. Além das definições mais amplas da seção anterior, existem algumas categorias de criptoativos que carregam a palavra "token" no nome. Veja alguns exemplos:

  • Tokens DeFi Nos últimos anos, surgiu um novo mundo de protocolos baseados em criptomoedas com o intuito de reproduzir funções do sistema financeiro tradicional, por exemplo, empréstimos, poupanças, seguros, trading etc. Esses protocolos emitem tokens que desempenham uma vasta gama de funções e também podem ser negociados ou guardados como qualquer outra criptomoeda.

  • Tokens de governança São tokens DeFi especializados que dão a seus detentores o poder de definir o futuro de um protocolo ou aplicativo, que (por ser descentralizado) não tem um conselho administrativo ou qualquer outra autoridade central. O famoso protocolo de poupança Compound, por exemplo, emite para todos os usuários um token chamado COMP. Esse token dá a seus detentores um voto nas decisões sobre atualização do protocolo. Quanto mais tokens COMP você possuir, mais votos terá.

  • Tokens Não Fungíveis (NFTs, na sigla em inglês)  Os NFTs representam direitos de propriedade sobre um único ativo digital ou real. Eles podem ser usados para dificultar a cópia e o compartilhamento de criações digitais (algo que toda pessoa que já visitou um site de Torrents, repleto dos últimos lançamentos em filmes e jogos, conhece bem). Os NFTs também são usados para emitir um número limitado de obras de arte digitais ou vender ativos virtuais exclusivos como itens raros em um jogo eletrônico. 

  • Tokens de segurança Um novo tipo de ativo que pretende ser o equivalente criptografado de títulos tradicionais, como ações e debêntures. O principal uso dos tokens de segurança é vender ações de uma empresa (similar às ações e frações de ação vendidas no mercado convencional) ou outros produtos (por exemplo, imóveis) sem a necessidade de um corretor. Grandes empresas e startups estão avaliando os tokens de segurança como uma possível alternativa a outros métodos de captação de recursos.

Compre bitcoin em questão de minutos

Comece com apenas US$ 25 e pague com sua conta bancária ou cartão de débito.