Logotipo da Coinbase
Entrar

O preço do Bitcoin na semana de 26 jan. a 2 fev.

Publicado em 2 de fevereiro de 2021

Visão geral

Mercados de todos os tipos passaram por grande volatilidade na última semana na esteira da enxurrada de “memestocks”, como GameStop e AMC, promovida por investidores de varejo. Após várias plataformas de negociação online conhecidas terem limitado as negociações dessas e de outras ações no fim da semana passada, as bolsas de Bitcoin tiveram uma intensa atividade de novos usuários em busca de alternativas descentralizadas a investimentos convencionais. Os preços também dispararam quase 20% em 29 de janeiro, depois que o fundador da Tesla, Elon Musk, tornou a hashtag #Bitcoin sua bio do Twitter. Musk, que atualmente rivaliza com Jeff Bezos, da Amazon, como a pessoa mais rica do mundo, compartilhou outras visões sobre o Bitcoin no aplicativo de conversa social Clubhouse na noite de domingo (PST). “Neste momento, eu realmente acredito que o Bitcoin é uma boa, e apoio a iniciativa”, afirmou Musk. "Acredito que o Bitcoin esteja prestes a alcançar uma ampla aceitação por pessoas que fazem uso das finanças convencionais."

Pontos principais

Musk não foi o único investidor de grande notoriedade a demonstrar novo interesse no Bitcoin. Do gerente de fundos de hedge Ray Dalio ao empreendedor Mark Cuban, o Bitcoin continua a ganhar menções de alguns dos maiores nomes do mundo dos negócios. Em outras notícias, relatos conflitantes surgiram esta semana sobre planos do governo indiano para apresentar uma nova regulamentação envolvendo o Bitcoin nessa que é a segunda nação mais populosa do mundo. 

  • Dalio, fundador da gigante de fundos de hedge Bridgewater Associates, descreveu o Bitcoin como "uma invenção fantástica" e está considerando o ativo para uma série de novos fundos criados para proteger investidores contra a inflação das moedas tradicionais.

  • Em uma publicação em seu blog, Cuban notou a crescente aceitação de reservas virtuais de valor por parte de investidores mais jovens: “A próxima geração encontrará valor nos ativos digitais — de qualquer produto digital, incluindo criações feitas online, até diferentes criptomoedas, como o Bitcoin e o Ether —, pois serão mais fáceis de manter do que ativos físicos.”

  • O Banco de Singapura, uma das maiores instituições financeiras da Ásia, afirmou que o Bitcoin poderia substituir o ouro como reserva de valor. O mesmo artigo também menciona que uma recente pesquisa mostrou que 67% dos integrantes da Geração Y preferem manter Bitcoin a guardar ouro.

  • Após construir um portfólio de criptomoedas que atualmente supera US$ 1 bilhão, o CEO da One River Asset Management, Eric Peters, destaca uma crescente demanda na adoção institucional de ativos como o Bitcoin. À medida que as instituições começam a entrar nesse espaço e os preços sobem, Peters sugere que a volatilidade pode diminuir com a presença de “pulsos mais firmes”.

  • Durante a divulgação de resultados mais recente, o CEO da Visa discorreu sobre a estratégia para criptomoedas da gigante dos cartões de crédito, descrevendo o Bitcoin como “ouro digital”. A empresa também compartilhou planos de “possibilitar que os usuários da Visa comprem ativos digitais e permitir que os usuários façam retiradas e compras de moedas tradicionais com suas criptomoedas.”

  • A CEO da ARK Invest, Cathie Wood, afirmou que acredita que mais empresas de capital aberto seguirão a Square e a MicroStrategy no uso do Bitcoin como proteção contra a inflação das moedas tradicionais. “Acredito que tomaremos conhecimento de que mais e mais empresas estão colocando esse hedge em seus balanços patrimoniais”, afirmou. “Principalmente empresas de TI que entendem a tecnologia e estão confortáveis com ela.”

  • Quer entender mais sobre as forças por trás da alta vertiginosa do Bitcoin? Confira nosso relatório especial.

Destaque: um movimento global para hospedar o white paper do Bitcoin

Para demonstrar apoio à promessa do Bitcoin de oferecer finanças descentralizadas abertas a todos, um consórcio de governos, corporações e autoridades eleitas se organizaram para hospedar o white paper original do Bitcoin em seus sites. A criptomoeda originária foi revelada ao mundo em 2009, quando “Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System” ("Bitcoin: um sistema de dinheiro eletrônico peer-to-peer", em tradução livre) foi publicado em uma lista de discussão sobre criptografia por um indivíduo ou grupo usando o pseudônimo Satoshi Nakamoto. 

A Coinbase agora está hospedando o paper que deu início a tudo — juntamente com os governos da Estônia, da Colômbia e da Cidade de Miami; os deputados Patrick McHenry e Tom Emmer; e as empresas Square, Fidelity e Novi (Facebook).