Logotipo da Coinbase
Entrar

Preço do bitcoin nesta semana: 29 de dez. a 4 de jan.

Após atingir altas recordes de mais de US$ 34 mil, o bitcoin recuou e agora está na faixa de US$ 30 mil a US$ 32 mil. O preço do bitcoin disparou nesta semana junto com o aumento do interesse geral e do investimento institucional no ativo emergente. 

Publicação: 4 de janeiro de 2021

Visão geral

Pouco depois da chegada de 2021, a alta de meses do bitcoin atingiu seu pico, chegando a US$ 34,5 mil em 3 de janeiro. Desde esse recorde, os preços se estabilizaram próximos à marca de US$ 30 mil, mas a recuperação após o Ano Novo foi forte o suficiente para chegar às manchetes da grande mídia em todo o mundo, incluindo uma reportagem de primeira página no Financial Times, que observou que "em 2020, os ganhos da criptomoeda superaram de longe as classes de ativos tradicionais". O artigo também abordou uma tendência que observamos há meses: os crescentes investimentos no ativo emergente por parte de Wall Street e grandes instituições financeiras internacionais. No entanto, alguns questionamentos ainda persistem: os preços continuarão a subir ou os investidores institucionais começarão a vender para realizar os lucros?

Pontos principais

Essa tendência — o crescente interesse de bancos, fundos de hedge, empresas tecnológicas e outros investidores institucionais — é uma diferença importante entre a alta vertiginosa do bitcoin de 2017 e a que estamos vendo agora.  E, aparentemente, prossegue em 2021, com notícias sobre investimentos institucionais continuando a ser publicadas. 

  • A Skybridge Capital, um fundo de hedge sediado em New York, agora detém cerca de US$ 182 milhões em bitcoin, segundo um deck de investimento obtido pela The Block.

  • Dezembro foi o segundo melhor mês de todos os tempos para os volumes de bitcoin na blockchain, com a rede atingindo transações que somam mais de US$ 189 bilhões. 

  • Segundo o Google Trends, o interesse global sobre bitcoin nas pesquisas atingiu altas inéditas desde fevereiro de 2018.

  • Em outras notícias, o USA Today publicou que o jogador do Carolina Panthers, Russell Okung, é o primeiro atleta da NFL a receber parte de seu salário em bitcoin. Segundo Okung, "Nenhuma entidade é dona ou controla o bitcoin. Ele está reduzindo o poder atual dos intermediários: chega de bancos, chega de gerentes financeiros, chega de governos dizendo o que você pode ou não pode fazer com seu dinheiro".

Destaque: bitcoin auxilia protestos de direitos civis na Nigéria

A Quartz publicou uma matéria sobre o papel do bitcoin no fortalecimento dos maiores protestos ocorridos na Nigéria em uma geração. O país é um importante centro tecnológico africano com uma população jovem dotada de conhecimentos avançados em internet. Após o bloqueio das contas bancárias dos grupos de manifestantes, eles se voltaram para o bitcoin para arrecadar fundos. A Nigéria está se tornando um dos líderes do continente na adoção do bitcoin

Bitcoin x Dólar

Como destacado na CNBC nesta semana, o bitcoin e o dólar norte-americano trilharam caminhos bastante diferentes em 2020: “são dois gráficos bem diferentes cujas tendências contam uma história parecida. O dólar está atingindo baixas de mais de dois anos, enquanto o bitcoin quebra novos recordes”. Ou seja, enquanto o bitcoin atinge altas nunca antes vistas, o índice dólar (que acompanha o valor de US$ 1 em relação às principais moedas, como o euro) mergulha em baixas plurianuais.

Bitcoin x Ouro

O bitcoin é muitas vezes chamado de “ouro digital”, porque os investidores enxergam similaridades entre as duas classes de ativos quanto a suas ofertas limitadas e resistência à inflação. Contudo, ao longo do ano passado, alguns analistas observaram uma competição entre o ouro e o bitcoin aos olhos de alguns investidores institucionais. No último mês, a JPMorgan previu que os principais investidores cada vez mais comprarão bitcoin em vez de ouro: "A adoção de bitcoin por investidores institucionais apenas começou, enquanto, no caso do ouro, a adoção por investidores institucionais já está bastante avançada". Nesta semana, a proporção do bitcoin para o ouro atingiu altas recordes: enquanto um bitcoin podia comprar cerca de 5 onças de ouro no início de 2020, hoje um bitcoin pode comprar mais de 15 onças.

Compre bitcoin em apenas alguns minutos

Comece com apenas US$ 25 e pague com sua conta bancária ou cartão de débito.