Logotipo da Coinbase
Entrar

Preço do bitcoin nesta semana: 5 a 11 de jan.

Em apenas 24 horas, o bitcoin teve a maior alta de todos os tempos, chegando a quase US$ 42 mil, e depois perdeu quase um terço do valor. Nosso mais novo relatório mostra a reação dos investidores a uma semana de volatilidade vertiginosa.

Publicação: 11 de janeiro de 2021

Visão geral

Pela terceira semana seguida, o bitcoin teve uma alta recorde, superando, em 7 de janeiro, a marca dos US$ 40 mil pela primeira vez. Mas altas recordes não são a única notícia desta semana que também foi marcada pela volatilidade do mercado: após chegar a quase US$ 42 mil em janeiro, o preço rapidamente voltou para cerca de US$ 32 mil (mais ou menos como estava no início da semana). A alta vertiginosa seguida de grande queda (quase 30% ao longo de 24 horas) dividiu os investidores: será que vale a pena aguentar tanta volatilidade por uma possível recompensa?   

Pontos principais

Por toda a sua história, o bitcoin sempre esteve exposto ao risco da volatilidade de preço. Esta semana foi um exemplo claro disso, pois a criptomoeda teve uma alta recorde, seguida por uma queda brusca. Tudo isso deixa os investidores em dúvida: será que vale a pena enfrentar a volatilidade do preço do bitcoin pela oportunidade em potencial que ele representa? Recebemos, esta semana, informações de alguns dos maiores investidores institucionais de bitcoin.  

  • A nova-iorquina Guggenheim Investment Partners, que anunciou recentemente a intenção de comprar pelo menos US$ 530 milhões em bitcoin, declarou, por meio de seu diretor de investimentos, que "a alta parabólica do bitcoin é insustentável no curto prazo". No fim de dezembro, o mesmo diretor previu que o bitcoin poderia chegar a US$ 400 mil.

  • Outros investidores institucionais parecem considerar a volatilidade do bitcoin como oportunidade. O gestor de fundos Bill Miller disse à CNBC esta semana: "É preciso saber que haverá muita volatilidade... Se você não consegue suportar a volatilidade, não deveria comprar bitcoin. Mas a volatilidade é o preço que se paga pelo desempenho".

  • Os analistas do JP Morgan, que recentemente previram que o bitcoin poderia chegar a até US$ 146 mil no longo prazo e competir com o ouro, disseram esta semana que "a volatilidade do bitcoin precisaria cair substancialmente antes que ele possa se comparar ao ouro em termos de valor de mercado". 

  • Em um editorial para o Financial Times, o presidente da firma londrina Fulcrum Asset Management analisou o papel do bitcoin e de novas moedas digitais, como o yuan digital da China: "Ainda há espaço para as criptomoedas como veículo de investimento e reserva de valor. Agora, será que o bitcoin pode competir seriamente com o ouro como ativo seguro para os grandes investidores? O histórico, a regulamentação e a volatilidade do mercado fazem isso parecer improvável, mas a criptomoeda está começando a ter um papel mais importante nesse sentido".

Destaque: Bitcoin x Outros grandes ativos

No momento que este artigo foi escrito, a capitalização de mercado do bitcoin girava em torno de US$ 614 bilhões, fazendo dele o 11.º ativo mais valioso do mundo e, com isso, superando a 2.ᵃ maior empresa da China, Alibaba. A gigante chinesa é dona do Alipay, sistema digital de pagamento usado em bilhões de transações. É importante lembrar que o bitcoin ainda não alcançou a capitalização de mercado da prata ou do ouro, duas reservas de valor históricas que valem US$ 1,3 trilhão e US$ 11,7 trilhões, respectivamente. 

O bitcoin é uma plataforma viável de pagamentos ou apenas uma reserva de valor?

A revista The Economist analisou a variação de preço do bitcoin nesta semana e fez uma das grandes perguntas que os investidores vêm fazendo há anos: será que o bitcoin pode virar uma plataforma de pagamentos viável ou ele é mais útil como forma de armazenar riqueza? A revista observa que "a febre do bitcoin se baseia na possibilidade de que ele algum dia se torne uma reserva segura de valor, como o ouro, mas mais conveniente". O artigo sugere que "o bitcoin não tem eficácia suficiente para ser usado em pagamentos". 

Quer saber mais sobre o funcionamento do bitcoin? Leia este guia para iniciantes. 

Compre bitcoin em apenas alguns minutos

Comece com apenas US$ 25 e pague com sua conta bancária ou cartão de débito.